SEASE  A BANDA DE OEIRAS TRAZ DE VOLTA O TRIP-HOP COM “ONDA”, O PRIMEIRO SINGLE RETIRADO DO EP “WAVE MOTION”

Sease, que editaram em Maio do ano passado o primeiro longa duração, “The Way The Waves Hit the Beach”, sentiram que ainda tinham muito para dar e mostrar. Pegando em material novo, composto depois do lançamento do álbum, surge um apêndice do mesmo onde se nota a constante evolução natural da banda.

“Wave Motion” (primeiro trabalho com selo Ás de Espadas)  é composto por três novas músicas que se distinguem entre si, sem deixar de se ouvir a marca da banda em nenhuma delas. O EP abre com “Satori”, que une uma sonoridade diferente do que a que banda de Oeiras nos habituou, com a já conhecida mistura de texturas e sons orgânicos com a electrónica. Segue-se “Manta”, uma faixa onde a falta de letra não impede que os ouvintes percebam a mensagem que os músicos tentam transmitir. O trabalho termina com o single “Onda”, que remete aos ritmos brasileiros e afro-latinos do álbum e nos empurra para a pista de dança ao mesmo tempo que apresenta complexidade nas guitarras e no trabalho vocal.

Depois de um 2017 em grande, com o seu primeiro álbum e singles em tops nacionais do melhor que se fez nesse ano, incluindo “melhor faixa nacional”para Alex D’alva Teixeira, vocalista dos D’alva, o trio composto por Miguel LaureanoRita Navarro e Gonçalo Vasconcelos traz de volta o Trip-Hop a terras lusas e além fronteiras.

O EP foi gravado, produzido e co-misturado por Miguel Laureano, guitarrista da banda e também gravado, misturado e masterizado por Vitor Gomes Teixeira no estúdio do Ás de Espadas.
O videoclipe deste primeiro single foi também realizado e editado pela banda, numa abordagem mais pessoal, inteiramente rodado em Oeiras onde vivem e fazem música juntos.

DESCARREGAR TEMA “ONDA” + MATERIAL PROMOCIONAL
Ver videoclipe de “Onda” aqui
[MELHOR FAIXA NACIONAL] “Sambino” de Sease por Alex D’alva Teixeira in Rimas e Batidas

“Este é, provavelmente, um dos segredos mais bem guardados de Lisboa! O álbum de estreia, The Way The Waves Hit The Beach, foi uma das maiores surpresas que tive este ano, e não há mesmo outra forma de descrever: é absolutamente surpreendente como é uma banda com tão pouco tempo de existência e com talentos tão jovens consegue criar algo tão belo! Os Sease são capazes de criar uma combinação da electrónica contemporânea mais vanguardista que ouvimos com sons orgânicos milenares e ritmos do mundo aliados a outras influências jazzísticas e uma sensibilidade pop-progressiva e atmosférica. A música deles é absolutamente única e “Sambino” é amor à primeira audição.”

Sobre  a banda: 

Em 2013 Miguel Laureano, Rita Navarro e Gonçalo Vasconcelos começam a compor em conjunto e adoptam o nome SEASE.
O grupo conheceu-se no secundário onde começou a ser criado o EP de estreia “When Lost At The Ocean, A Fellow Comes Out” lançado em Março de 2015 em formato digital para download gratuito no Bandcamp. Não tardou o início do planeamento do primeiro álbum. Depois de alguma rodagem por diversas salas da capital nasce “The Way The Waves Hit The Beach” em Maio de 2017. Neste trabalho a banda de Oeiras mostra-se mais madura e solta num álbum onde se fazem ouvir as influências da música latina e africana juntamente com as novas tendências da música electrónica. Ainda com muita música por mostrar mesmo com o recente lançamento do álbum, já existe um novo trabalho a sair muito em breve.

“TIPSY CHICKEN” É O NOVO SINGLE DE MOONSHINERS. “PROHIBITION EDITION” É PRIMEIRO ÁLBUM DA BANDA E CHEGA ÀS LOJAS EM FEVEREIRO.

Depois do primeiro single ’Hello Again“, os Moonshiners  lançam agora “Tipsy Chicken“, o segundo single retirado do álbum de estreia, “Prohibition Edition“, com edição marcada para Fevereiro de 2018.

Este segundo single — Produzido pela PARIR — faz-se acompanhar de um vídeo realizado por Jorge Ribeiro, onde a cor fica à responsabilidade de Ricardo Adrêgo.
“Tipsy Chicken”  narra a história de uma galinha que assalta a adega dos Moonshiners para dar uma festa de arromba no seu galinheiro. Embriaguez, folia e dança são alguns dos ingredientes deste novo vídeoclipe, que vem mostrar mais uma vez o coração da banda.
“Tipsy Chicken” conta ainda com a participação de Bruno Barreto no baixo, Gabriel Neves no saxofone, João Sêco no trombone e faz parte deste primeiro álbum gravado e masterizado por Hugo Grave.

Em 2018, com dois EPs editados e dois singles revelados ,”Hello Again” e “Tipsy Chicken“, os Moonshiners, constituídos por Gamblin’ Sam (voz e harmónica), Susie Filipe (bateria) e Vítor Hugo (voz e guitarra), preparam-se para editar “Prohibition Edition”, o seu primeiro álbum, em Fevereiro. Este novo trabalho, composto por 10 canções muito diferentes entre si, rítmica e melodicamente é a síntese da convivência musical da banda desde o início.

Em 2017, actuaram no Eurosonic Noorderslag (Holanda), o maior festival profissional de música europeia, no Veszprémi Utcazene Fesztival (Hungria) e fizeram uma tour pelo norte de Espanha.

Descarregar tema “TIPSY CHICKEN” + Press Kit Moonshiners
Moonshiners
Ver Vídeo “Tipsy Chicken”
Sobre a banda:
Os Moonshiners, constituídos por Gamblin’ Sam (voz e harmónica), Susie Filipe (bateria) e Vítor Hugo (voz e guitarra), surgem em Aveiro, no início de 2012. Sob a alçada de influências tão distintas como Bob Dylan e Morphine, a sua musica destaca-se pelas harmónicas estridentes e riffs explosivos.
Em Outubro de 2013, após uma longa digressão de norte a sul de Portugal, os Moonshiners lançam o seu primeiro EP, homónimo, composto por seis canções originais sobre whisky e cerveja, conversas entre Deus e o Diabo e réquiens de amor falhado. De volta à estrada, passam por festivais como ”]ardins Efémeros”, ”0ffBeatz’ e “Vagueira Surf Fest’.
2015 abre com o lançamento do seu segundo EP, “Good News For Girls Who Have No Sex Appeal’, que conta com a participação especial de Paulo Furtado [The Legendary Tigerman). Ao longo de sete faixas inéditas, este segundo trabalho deslinda uma banda mais madura, consolidada e sobretudo viajada, que alcança novas direcções, sem perder o destino original. Desde temas mais caóticos e electrizados, como “Louie”, até aos mais melódicos, como ”Man on Wire”.
Em 2017, actuam no Eurosonic Noorderslag (Holanda), o maior festival profissional de música europeia, no Veszprémi Utcazene Fesztival (Hungria) e fazem uma tour pelo norte de Espanha. Durante o mês de Outubro é lançada uma cassete com 2 temas do álbum “Prohibition Edition”.

Mito – Primeiro Single “Bom Rapaz” estreou ontem nas Rádios.

Os MITO são um duo de Lisboa que se estreou ontem com o Single “Bom Rapaz” e com o seu Pop-Electrónico. O primeiro longa duração da banda está previsto para o primeiro trimestre de 2018.

«Gravado nas ruas noturnas da cidade de Philadelphia, EUA, a batida começa e com ela a dança. As palavras “Ser bom rapaz” dão uma identidade ao dançarino. O bom rapaz que vive no conflito de pensamentos, egos e afetos. É um videoclipe que não vive de história mas da expressão de sentimentos universais ao tom de música e dança.» – É esta a premissa para o primeiro single com videoclipe de MITO.

 

Conceito: MITO, Tomás Martins e Made in LX

Realização: Made in LX https://www.facebook.com/MadeInLx

Dançarino: Tomás Martins Música

Composição: MITO

Gravação, Mistura e Masterização: Bernardo Afonso e MITO

 

EU FÚRIA “NÃO TEMO NADA” ESTREIA HOJE, DIA 25 DE SETEMBRO.

Horizontal

“Não Temo Nada” é o single de apresentação do álbum de estreia.

A banda de Alvalade está agora em estúdio e tem  o seu primeiro longa duração previsto para o primeiro trimestre de 2018. O trio vai apresentar-se ao vivo no dia 6 de Outubro no Popular Alvalade, onde irá apresentar não só “Não Temo Nada” como temas mais conhecidos do público como “Tudo o que Fizemos” ou “Dias Contados”.

SOBRE A BANDA:
Em Junho de 2015 nasceram os Eu Fúria, um grupo de três amigos que começaram a tocar juntos muito antes dessa data no mítico bairro de Alvalade.

Estrearam-se ao vivo em Setembro nas Festas da Nazaré’15 num recinto com capacidade para 20 mil pessoas.
Em Novembro do mesmo ano, os Eu Fúria lançaram a primeira canção. “Tudo o que fizemos” teve uma critica muito positiva por parte do público e dos media.
A banda não tem parado de tocar e já passou por conhecidas salas e festivais, como o AgitÁgueda, Festas da Nazaré, CAE Portalegre, Texas Bar, Sabotage Club, entre outras…
Recentemente, lançaram um vídeo com uma sessão ao vivo gravada no Black Sheep Studios.
Pretendem levar a fúria do seu rock pelos caminhos de Portugal e além fronteiras.
O sangue novo no rock cantado em português tem o nome de Eu Fúria.

21886755_10159689717305001_1976049718_o

EU FÚRIA – “NÃO TEMO NADA” ESTREIA DIA 25 DE SETEMBRO NAS RÁDIOS

 

Horizontal

“Não Temo Nada” é o single de apresentação do álbum de estreia de Eu Fúria.
A banda de Alvalade está agora em estúdio e tem  o seu primeiro longa duração previsto para o primeiro trimestre de 2018. O trio vai apresentar-se ao vivo no dia 6 de Outubro no Popular Alvalade, onde irá apresentar não só “Não Temo Nada” como temas mais conhecidos do público como “Tudo o que Fizemos” ou “Dias Contados”.

21886755_10159689717305001_1976049718_o.jpg

SOBRE A BANDA:

Em Junho de 2015 nasceram os Eu Fúria, um grupo de três amigos que começaram a tocar juntos muito antes dessa data no mítico bairro de Alvalade.Estrearam-se ao vivo em Setembro nas Festas da Nazaré’15 num recinto com capacidade para 20 mil pessoas. Em Novembro do mesmo ano, os Eu Fúria lançaram a primeira canção. “Tudo o que fizemos” teve uma critica muito positiva por parte do público e dos media. A banda não tem parado de tocar e já passou por conhecidas salas e festivais, como o AgitÁgueda, Festas da Nazaré, CAE Portalegre, Texas Bar, Sabotage Club, entre outras… Recentemente, lançaram um vídeo com uma sessão ao vivo gravada no Black Sheep Studios. Pretendem levar a fúria do seu rock pelos caminhos de Portugal e além fronteiras. O sangue novo no rock cantado em português tem o nome de Eu Fúria.

DESCARREGAR MATERIAL PROMOCIONAL

 

 

REESTRUTURAÇÃO ÁS DE ESPADAS

Vimos por este meio apresentar o nosso novo colaborador: Vitor Teixeira. 

O Vitor tem um longo curriculum, o seu perfil multifacetado juntamente com os seus conhecimentos profundos no mundo da música fazem dele uma mais valia para o Ás de Espadas.

Em conjunto temos mais de 30 anos de experiência no mundo da música. No entanto, destacamo-nos em áreas diferentes do meio. O Vitor como músico, produtor, compositor, pós-produtor e gestor de redes sociais, entre outras valências mais ligadas aos músicos, à música e ao processo musical em si. A Marta tem experiência na área do retalho/distribuição de grandes superfícies, grandes e pequenas editoras, management de bandas, promoção de bandas de grande, pequena e média dimensão, road management, delineamento estratégico de lançamento de álbuns e ou carreiras para bandas de grande, pequena e média dimensão, entre outras valências. A combinação das valências das duas áreas dentro do meio musical faz com que o projecto se destaque dos demais presentes dentro da área. Consideramos ainda que o facto de sermos dois promotores que conhecem ambos os lados da indústria musical irá facilitar na resolução de futuros problemas que possam surgir.

Temos também a grande contribuição de um parceiro silencioso, que proporciona um input valioso para o avanço da empresa e do bem-estar na mesma. Tokyo, o rafeiro.

 

Aproveitamos ainda para informar que o Gonçalo Lopes já não se encontra a trabalhar com o Ás de Espadas. O Gonçalo decidiu avançar com o seu próprio projecto. Queremos agradecer desde já tudo o que ele trouxe para o Ás de Espadas e desejar muita sorte e felicidades no seu futuro. Acreditamos que será certamente muito profícuo. Podem contactar o Gonçalo Lopes por email goncalo.lopespress@gmail.com ou através do número de telefone 914320995.